Arquivo do autor:Pablo Lau

Sobre Pablo Lau

Sou um bêbado entediado , nada mais a declarar.

Criei Você…

Eu só queria tê-la aqui. O café esfriava preguiçosamente na xícara, as palavras fluíam facilmente e a saudade fazia meu peito palpitar. Lembrei do teu sorriso , pensei em teus olhos que noite pós noite pousaram-se sobre mim. Lembranças tão … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário

Mundo de Fantasias

Vivemos em um universo criado por nós, onde a distância não existe. Moramos em um lar de maravilhas, onde sorrisos brotam sem motivo e os delírios de embriaguez se fazem tão reais como um doce beijo. Estamos nos amando em … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

É amigo, isso se chama amor

Sabe quando alguém faz teu dia ganhar motivo, quando um sorriso consegue mudar todo o teu humor e um simples elogio consegue arrancar um sorriso de orelha a orelha? Sabe quando uma simples música te faz reviver mil emoções vividas … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Como é bom…

Como é bom poder acordar ouvindo a tua voz , pensar no teu sorriso bobo e sentir você perto de mim. Tenho vivido essa fantasia louca a tempos e aproveitado cada minuto de delírio olhando as estrelas e a lua. … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Morte

Por entre os seus sorrisosCorrem as minhas lágrimasPor entre os seus abraçosA solidão me corróiPor entre os seus beijos Meu coração se destróiSinto a Morte se aproximandoSinto o toque cortar a carne com uma lâmina cegaE o sangue se esvair … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Menina

Era uma menina de olhos castanhos e lábios rosados, ainda me lembro bem dela , esperava-a todos os dia sentado em um banco de praça , nunca falava com ela , apenas gostava de observar , como seus cabelos iam … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Eu te preciso

Assim como a Lua tem o Sol Assim como o Mar é iluminado por um Farol Como as canções só encontram razão ao se cantar Eu te preciso… Perto ou longe Tanto faz… Eu te preciso… Agora … Hoje… Sempre… … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário